Uncategorized

Trump liga para republicano da Geórgia e pede que ele 'encontre' votos para reverter vitória de Biden

Na conversa, ocorrida no sábado, Trump pede abertamente ao secretário de Estado da Geórgia, o republicano Brad Raffensperger, que “encontre 11.780 votos” para ele, um a mais do que a diferença para Biden . A conversa foi por telefone, e o Washington Post teve acesso à gravação. A Geórgia tem 16 votos no Colégio Eleitoral, no qual Biden teve 306 votos, e Trump 232

WASHINGTON — A 17 dias da posse de Joe Biden na Presidência dos EUA, uma gravação obtida pelo jornal Washington Post revelou que Donald Trump pediu, de forma explícita, que as autoridades eleitorais da Geórgia mudassem os resultados da votação no estado a seu favor. A informação surge em meio a um movimento de senadores republicanos para questionar a vitória de Joe Biden no Congresso, um esforço com poucas chances de sucesso, mas que pode servir para Trump cimentar seu comando do partido.

Na conversa, ocorrida no sábado, Trump pede abertamente ao secretário de Estado da Geórgia, o republicano Brad Raffensperger, que “encontre 11.780 votos” para ele, um a mais do que a diferença para Biden . A conversa foi por telefone, e o Washington Post teve acesso à gravação. A Geórgia tem 16 votos no Colégio Eleitoral, no qual Biden teve 306 votos, e Trump 232.

“O povo da Geórgia está com raiva, o povo do país está com raiva. Não há nada de errado em dizer que, você sabe, que você recalculou [os resultados]”, diz Trump. Raffensperger não cede: afirma que as informações que o presidente tem sobre a votação “estão erradas”, o que as autoridades republicanas do estado vêm repetindo desde a eleição de 3 de novembro. A Geórgia já realizou duas recontagens, e ambas confirmaram a vitória de Biden.

Retrospectiva 2020: imagens que foram notícia neste ano pelo mundo JaneiroHomem usando uma máscara de Guy Fawkes lidera falange de manifestantes, em Hong Kong, logo no primeiro dia do ano. Lei de segurança nacional que criminaliza protestos gerou onda de protestos que atravessou o ano de 2019 Foto: Navesh Chitrakar / Reuters – 01/01/2020 JaneiroNancy Allen posa em frente à casa sob o céu alaranjado, devido ao incêndio de Currowan em direção a Nowra, Nova Gales do Sul. Incêndios florestais saíram de controle na Austrália entre 2019 e 2020 Foto: TRACEY NEARMY / REUTERS – 04/01/2020 Janeiro – Multidão participa do funeral do major-general Qassem Soleimani, um dos homens mais poderosos do Irã, morto em bombardeio dos Estados Unidos na capital Teerã Foto: WANA NEWS AGENCY / VIA REUTERS – 06/01/2020 JaneiroJovem que mora ao pé do vulcão Taal rema enquanto o vulcão expele cinzas, na cidade de Tanauan, na província de Batangas, ao sul de Manila, Filipinas Foto: TED ALJIBE / AFP – 13/01/2020 JaneiroHomem limpa a lama deixada pelo transbordamento do Rio das Velhas após chuvas torrenciais, em Sabará, na região metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais. A tragédia deixou 60 mortos no estado Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP Pular PUBLICIDADE Janeiro – Helicóptero sobrevoa um mural que homenageia Kobe Bryant, no centro de Los Angeles. Nove pessoas morreram no acidente de helicóptero que custou a vida do astro da NBA e da filha de 13 anos Foto: APU GOMES / AFP – 26/01/2020 JaneiroHomem acena bandeira do Reino Unido em um BMW Isetta ao passar por apoiadores do Brexit reunidos na Parliament Square, no centro de Londres, no dia em que o Reino Unido deixou formalmente a União Europeia – o chamado Brexit Foto: DANIEL LEAL-OLIVAS / AFP – 31/01/2020 FevereiroMulher encontra estantes vazias em supermercado de Hong Kong na seção de papel higiênico e toalhas de papel. À medida que o novo coronavírus se mostrava uma ameaça na Ásia, onde foi identificado, consumidores provocaram uma corrida desenfreada por materiais de higiene pessoal, principalmente papel higiênico Foto: PHILIP FONG / AFP – 06/02/2020 Fevereiro – 'Parasita', o filme do diretor coreano Bong Joon Ho, fez história no Oscar 2020. Foram quatro estatuetas: melhor diretor, melhor roteiro original, melhor filme estrangeiro e também melhor filme, sendo o primeiro a ganhar o prêmio com um longa em idioma que não fosse a língua inglesa Foto: MATT PETIT / AFP – 09/02/2020 FevereiroHomens vestindo apenas tanga se aglomeram em templo Saidaji, na prefeitura de Okayama, no Japão, para disputar uma vara de madeira chamada "shingi". considerada amuleto de sorte Foto: KIM KYUNG-HOON / REUTERS – 15/02/2020 Pular PUBLICIDADE Fevereiro – O muçulmano Mohammad Zubair, 37 anos, é espancado por homens pró-hindus, durante protestos contra nova lei de cidadania, em Nova Delhi, Índia Foto: DANISH SIDDIQUI / REUTERS – 24/02/2020 Fevereiro – Multidão de passageiros usam máscaras durante a hora do rush matinal na estação ferroviária de Shinagawa em Tóquio, Japão. O índice Nikkei havia despencado quase três por cento na abertura, devido à preocupação com o impacto econômico do surto de coronavírus Foto: CHARLY TRIBALLEAU / AFP – 28/02/2020 Março – O astro do futebol Ronaldinho e o irmão Roberto Assis foram presos no Paraguai por entrar no país com passaportes falsos. Eles também foram investigados, sob suspeita de integrar esquema de lavagem de dinheiro e associação criminosa. A prisão preventiva durou seis meses e eles retornaram ao Brasil depois de pagar multa equivalente a R$ 1,1 milhão Foto: NORBERTO DUARTE / AFP – 07/03/2020 Março – Grande Canal de Veneza é visto com águas cristalinas perto da Ponte Rialto, devido ao bloqueio para enfrentar a pandemia do coronavírus na Itália, o primeiro epicentro da doença depois da Ásia Foto: Andrea Pattaro / AFP – 17/03/2020 Março – Os japoneses três vezes medalhistas de ouro olímpicos Saori Yoshida (esquerda) e Tadahiro Nomura (direita) acendem a pira Olímpico de Tóquio 2020. Quatro dias depois, o governo japonês, depois de pressão internacional e boicotes anunciado por delegações, o adiamento dos Jogos para 2021, devido à pandemia do coronavírus, reconhecida pela OMS no dia 11 de março Foto: PHILIP FONG / AFP – 20/03/2020 Pular PUBLICIDADE Março – Ao todo, 15 caminhões e 50 soldados foram mobilizados para transferir corpos de vítimas da Covid-19, em Bérgamo, na Itália, para províncias vizinhas. A chocou o mundo dando a dimensão do colapso que a pandemia poderia causar se não fosse combatida de maneira eficiente Foto: Sergio Agazzi.Fotogramma / via REUTERS – 18/03/2020 Março – O mês de ficou marcado por bloqueios e quarentenas ao redor do mundo para tentar frear a disseminação do novo coronavírus. Até os lugares mais visitados do mundo ficaram desertos Foto: LIONEL BONAVENTURE / AFP – 21/03/2020 Março – Homem atravessa a 5ª Avenida, uma das mais movimentadas de Manhattan, durante lockdown devido à pandemia. Nova Iorque foi uma das regiões mais atingidas dos EUA Foto: MIKE SEGAR / Reuters – 25/03/2020 AbrilProfissionais de saúde usando máscaras faciais de proteção se abraçam durante homenagem a seu colega de trabalho Esteban, um enfermeiro que morreu de complicações relacionadas à COVID-19 fora do Hospital Severo Ochoa, durante a fase mias crítica da primeira onda, em Leganes, Espanha Foto: SUSANA VERA / REUTERS – 13/04/2020 Abril – O presidente brasileiro Jair Bolsonaro tosse ao falar diante de apoiadores aglomerados que participavam de uma carreata contra medidas de quarentena e distanciamento social para combater o novo surto de coronavírus em Brasília Foto: Sergio Lima / AFP – 19/04/2020 Pular PUBLICIDADE AbrilProfissionais de saúde confrontam negacionistas que se reuniram no Capitólio do Estado para exigir que a ordem de ficar em casa seja suspensa em meio ao surto da COVID-19 em Denver, Colorado, EUA Foto: ALYSON MCCLARAN / REUTERS – 19/04/2020 AbrilNegacionistas tentam entrar na Câmara dos Representantes de para pedir a reabertura de empresas no estado de Michigan, EUA Foto: JEFF KOWALSKY / AFP – 30/04/2020 MaioPessoas mantém distanciamento social marcado por círculo no gramado do Domino Park, em Nova York, EUA Foto: JOHANNES EISELE / AFP – 17/05/2020 Maio – Avião da Pakistan International Airlines caiu em Karachi, a 4 km do Aeroporto de Jinnah, um dos mais movimentados do país, e deixou mais de 100 mortos Foto: RIZWAN TABASSUM / AFP – 22/05/2020 MaioManifestante ergue punho cerrado diante de imóvel em chamas na cidade de Minneapolis, onde George Floyd foi assassinado por policiais do estado de Minnesota. Os EUA se levantaram para lutar contra o racismo e protestos aconteceram repetidamente ao longo do ano diante de novos casos e também do resgate de episódios anteriores Foto: CHANDAN KHANNA / AFP – 29/05/2020 Pular PUBLICIDADE Junho – Um homem carregando uma arma sai de um veículo enquanto Daniel Gregory é atendido por médicos após ser baleado no braço pelo motorista que jogou carro contra pessoas que protestavam, em Seattle, Washington, EUA, contra a desigualdade racial, motivadas pelo assassinato de George Floyd Foto: LINDSEY WASSON / REUTERS – 07/06/2020 JunhoPatrick Hutchinson, apoiador do Movimento "Black Lives Matter", salvou um supremacista da extrema-direita ferido após confrontar manifestantes em Londres, Reino Unido Foto: DYLAN MARTINEZ / REUTERS – 13/06/2020 JunhoImagem aérea do cemitério do Parque Tarumã mostra a dimensãod o impacto da pandemia do coronavírus em Manaus, Amazonas Foto: BRUNO KELLY / REUTERS – 15/06/2020 Junho – O atleta paralímpico irlandês Leo Hynes, que é legalmente cego, improvisou piscina no quintal em Tuam, Co Galway, oeste da Irlanda, mara treintar durante a quarentena. Amarrado a uma corda elástica ele treina longas distâncias sem sair do lugar Foto: PAUL FAITH / AFP – 18/06/2020 JunhoPessoas participam de uma aula de ioga ao ar livre, em uma cúpula para facilitar o distanciamento social e protocolos adequados para prevenir a propagação do coronavírus, em Toronto, Canadá Foto: CARLOS OSORIO / REUTERS – 21/06/2020 Pular PUBLICIDADE JunhoPatricia McCloskey e seu marido Mark McCloskey ameaçam, com suas armas de fogo, manifestantes do Black Lives Matter durante um protesto contra a prefeita de St. Louis, Lyda Krewson, em Missouri, EUA Foto: LAWRENCE BRYANT / REUTERS – 28/06/2020 JulhoPolicial negro se reverencia protesto contra a violência policial e racismo, motivados pelo caso George Floyd, ao lado da delegacia de polícia de Los Angeles, na Califórnia, EUA Foto: LUCY NICHOLSON / REUTERS – 02/07/2020 JulhoMembro da polícia de fronteira israelense salta durante um protesto palestino contra o plano de Israel de anexar partes da Cisjordânia, em Kafr Qaddum Foto: MOHAMAD TOROKMAN / REUTERS – 03/07/2020 JulhoBolsonaro mostra caixa de cloroquina para ema do Palácio da Alvorada, em Brasília Foto: Adriano Machado / Reuters – 23/07/2020 Julho – Muçulmanos comemoram a decisão de tornar o museu de Hagia Sophia novamente uma mesquita, antes das orações de sexta-feira, em Istambul, Turquia. Presidente turco Recep Tayyip Erdogan, a contragosto dos cristãos, decide declará-la novamente como templo deopis de 86 anos como museu Foto: UMIT BEKTAS / REUTERS – 24/07/2020 Pular PUBLICIDADE OutubroIntegrantes do Corpo de Bombeiros do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) combatem incêndio na região da Chapada Diamantina, entre as cidades de Andaraí e Mucugê, no estado da Bahiia Foto: MATEUS MORBECK / AFP – 07/10/2020 JulhoEstudantes pró-democracia queimam um retrato do primeiro-ministro da Tailândia, Prayut Chan-o-cha, em frente ao Palácio do Governo, em Bangcoc, Tailândia. País vive sob governo militar desde o golpe de 2014, quando o Exército tomou o poder e suspendeu a Constituição sob o argumento de restaruar a ordem e promulgar reformas políticas, diante de um cenário de crise Foto: JORGE SILVA / REUTERS – 24/07/2020 Agosto – Espaçonave SpaceX Crew Dragon Endeavor é transportada para o navio de recuperação SpaceX GO Navigator logo após pousar com os astronautas da NASA Robert Behnken e Douglas Hurley, no Golfo do México, na costa de Pensacola, Flórida. Primeira nave tripulada dos EUA em uma década pousou neste domingo no Golfo do México Foto: BILL INGALLS / AFP – 02/08/2020 AgostoArquitetura experimental no sudoeste da província chinesa Sichuan visava construir uma espécie de floresta vertical – deu certo até demais: vegeração cresceu desordenadamente a ponto de forçar evacuação de alguns apartamentos. O caso viralizou na internet Foto: STR / AFP – 03/08/2020 AgostoHomem reage com desespero ao cenário de destruição que ficou Beirute, capital do Líbano Foto: IBRAHIM AMRO / AFP – 04/08/2020 Pular PUBLICIDADE AgostoManifestantes participam de um protesto contra o presidente bielorrusso Alexander Lukashenko, suspeito de fraudar eleições. Ele é conhecido como "o último ditador da Europa" Foto: VASILY FEDOSENKO / REUTERS – 16/08/2020 AgostoJuliana, que diz estar grávida de quatro meses, reage diante do corpo do marido Davi Barboza, que foi baleado em São Carlos durante operação policial após pesados confrontos entre gangues de traficantes, no Rio de Janeiro: "Quero pedir a quem está nessa vida que saia. Pense na sua família porque é muito difícil para nós. Não sei como vou voltar para casa e não vê-lo mais", disse Juliana Foto: RICARDO MORAES / REUTERS – 27/08/2020 Setembro – Distribuição de água gerou tumulto entre os refugiados, que passaram a disputar as garrafas doadas por organização não governamental Foto: ALKIS KONSTANTINIDIS / REUTERS – 12/09/2020 SetembroTorcedores usando máscara de proteção se aglomeram a beira da estrada durante a 14ª etapa. Foram 197 km entre Clermont-Ferrand e Lyon. Foi a 107ª edição do Tour de France, que foi adiado por dois meses devido à pandemia Foto: KENZO TRIBOUILLARD / AFP – 12/09/2020 SetembroDepois de receber tratamento com células-tronco e curativo nas patas, queimadas devido aos incêndios no Pantanal, a onça pintada macho chamada Ousado descansa, na ONG Instituto Nex, em Corumbá de Goiás Foto: UESLEI MARCELINO / REUTERS – 19/09/2020 Pular PUBLICIDADE Setembro – Ao menos 380 baleias-piloto encalhadas em uma baía da Tasmânia, sul da Austrália, morreram, apesar das várias tentativas de salvamento Foto: Brodie Weeding / AFP – 22/09/2020 SetembroCarros passam pela Golden Gate, em São Francisco, sob um céu laranja, causado pelos incêndios florestais fora de controle na Califórnia que passaram de 800 mil hectares de destruição Foto: HAROLD POSTIC / AFP – 09/09/2020 Setembro – "O estado não me cuida, me mata", diz o cartaz de manifestante em frente ao quartel-general da terceira brigada do Exército em Cali, Colômbia. Juliana Giraldo, mulher trans, foi assassinada pelo Exército colombiano enquanto viajava de carro com o namorado Francisco Larrañiaga Foto: LUIS ROBAYO / AFP – 24/09/2020 SetembroSoldado de etnia armênia dispara uma peça de artilharia durante o combate com as forças do Azerbaijão na região separatista de Nagorno-Karabakh. O conflito foi apaziguado com interfência da Rússia Foto: Ministério da Defesa da Armênia / Reuters – 29/09/2020 Setembro – O presidente dos EUA, Donald Trump, durante comício de campanha no aeroporto Cecil em Jacksonville, Flórida, EUA. Antes mesmo da eleição, Trump já apostava no discurso contra a credibilidade sistema eleitoral Foto: TOM BRENNER / REUTERS – 24/09/2020 Pular PUBLICIDADE Membro de um coletivo feminista picha escudo de policial durante uma marcha para marcar o Dia Internacional do Aborto Seguro na Cidade do México, México Foto: TOYA SARNO JORDAN / REUTERS – 27/09/2020 SetembroCasa é vista totalmente tomada pelas chamas em St. Helena, durante incêndios florestais que saíram de controle na Califórnia, EUA. Devastação foi superior a 800 mil hectares em 2020 Foto: STEPHEN LAM / REUTERS – 27/09/2020 Outubro – Multidão se reúne na Praça da República, em Paris, para homenagear Samuel Paty, o professor de francês que foi decapitado nas ruas do subúrbio parisiense de Conflans-Sainte-Honorine por um extremista islâmico, depois que o professor mostrou a alunos charge do profeta Maomé Foto: CHARLES PLATIAU / REUTERS – 18/10/2020 Outubro – Reação. Manifestantes bateram com sandálias em uma placa que retratava o presidente francês Emmanuel Macron com o corpo de um cachorro, condenando os comentários de Macron, que defendeu a publicação das charges sobre o profeta Maomé, na cidade de Atareb, na zona rural ocidental controlada pelos rebeldes na província de Aleppo, na Síria Foto: OMAR HAJ KADOUR / AFP – 26/10/2020 OutubroManifestantes comemoram a vitória do "aprovo", em Valparaíso. Através de um referendo histórico, chilenos votaram por uma nova Constituição, rompendo com a atual, herança da ditadura de Augusto Pinochet Foto: RODRIGO GARRIDO / REUTERS – 25/10/2020 Pular PUBLICIDADE Outubro – O terremoto de 7 graus na escala Richter atingiu o Mar Egeu no dia 30 de outubro, casuando destruição tanto na Grécia quanto na Turquia Foto: TUNCAY DERSINLIOGLU / REUTERS – 30/10/2020 OutubroManifestantes e policiais se enfrentam durante protesto contra o governo interino de Manuel Merino. O ex-presidente Martín Vizcarra foi deposto em votação relâmpago, com 105 dos 87 votos necessário para o afastamento – 67 dos deputados que votaram pelo sim respondem denúncias de corrupção. Os protestos resultaram na renúncia de Merino e eleição indireta de um novo presidente interino até as eleições ordinárias em abril 2021 Foto: ERNESTO BENAVIDES / AFP – 10/11/2020 Novembro – Mulher apaga fogo em loja do Carrefour alvo da revolta de manifestantes de São Paulo, no Dia Nacional da Consciência Negra, motivados pelo assasinato de João Alberto Silveira Freitas, um homem negro espancado e asfixiado até a morte em um mercado da rede francesa em Porto Alegre Foto: AMANDA PEROBELLI / REUTERS – 20/11/2020 Novembro – Pai e filha, fãs da lenda do futebol argentino Diego Maradona, choram ao se reunirem no Obelisco para prestar homenagem no dia de sua morte na capital Buenos Aires Foto: RONALDO SCHEMIDT / AFP – 25/11/2020 Equipes de resgate se aproximam do local do acidente envolvendo o piloto francês Romain Grosjean no GP do Bahrein. Ele ficou no cockpit em chamas por 29 segundos e conseguiu sair do que sobrou de seu carro. O piloto permaneceu internado por três dias apenas com queimaduras leves nas mãos Foto: KAMRAN JEBREILI / Pool via REUTERS – 29/11/2020 Pular PUBLICIDADE Novembro – A equipe de campanha de Donald Trump o aplaude durante visita à sede de campanha, no dia da eleição, em Arlington, Virgínia. Trump saiu derrotado com 232 colégios eleitorais Foto: TOM BRENNER / REUTERS – 03/11/2020 Novembro – Joe Biden abre caminho pela multidão fora de sua casa de infância, no dia da eleição, em Scranton, Pensilvânia. O democrata e ex-vice-presidente dos EUA foi eleito com 306 colégios eleitorais Foto: KEVIN LAMARQUE / REUTERS – 03/11/2020 DezembroHomem vestido de Papai Noel faz rapel do bondinho do Pão de Açúcar durante sua chegada a um evento de Natal na cidade do Rio de Janeiro Foto: RICARDO MORAES / REUTERS – 05/12/2020 DezembroCentenas de pessoas foram hospitalizadas na Índia por causa de doença misteriosa Foto: PTI – 07/12/2020 Enfermeira aplica uma dose da Sputnik V em uma mulher no primeiro dia de vacinação contra o coronavírus, em uma clínica em Moscou Foto: KIRILL KUDRYAVTSEV / AFP – 05/12/2020 Pular PUBLICIDADE DezembroMargaret Keenan, uma avó britânica de 90 anos, tornou-se a primeira pessoa no mundo a receber a vacina da Pfizer contra a Covid-19, no início da campanha britânica de vacinação em massa Foto: Jacob King / REUTERS – 08/12/2020 DezembroManifestantes celebram aprovação do aborto pela Câmara dos Deputados da Argentina do lado de fora do Congresso Nacional, em Buenos Aires Foto: AGUSTIN MARCARIAN / REUTERS – 11/12/2020 Leia mais:    Segundo turno na Geórgia definirá maioria no Senado dos EUA e governabilidade de Biden

Trump, que foi a voz mais ouvida na conversa, estava acompanhado por alguns de seus aliados, como o chefe de Gabinete da Casa Branca, Mark Meadows, um dos maiores propagadores das falsas alegações de fraude nas eleições. O presidente, por sua vez, mostrou mais uma vez que não aceita o fato de ter perdido para Joe Biden nas urnas.

PUBLICIDADE “De maneira alguma perdi na Geórgia”, diz ele na gravação. “Nós ganhamos por centenas de milhares de votos.” Em outro ponto, insiste: “Veja, tudo o que eu quero é isso. Só quero encontrar mais 11.780, um a mais do que tenho. Porque eu ganhei no estado”.

Diante das negativas vindas de Raffensperger e de seu conselheiro jurídico, Ryan Germany, Trump sugere que os dois poderiam ser alvo de ações criminais por sua alegada falta de esforço para corroborar suas alegações.

“Isso é uma ofensa criminal. Você não pode deixar isso acontecer. Isso é um grande risco para você (Brad) e Ryan, seu advogado”, declarou Trump.

Análise:   Manobras de Trump mostraram falhas do sistema eleitoral americano

Ele sugeriu que uma eventual derrota dos candidatos republicanos ao Senado na Geórgia, no segundo turno marcado para a terça-feira, poderá ser creditada a Raffensperger. Essa votação decidirá qual partido estará no comando do Senado na próxima legislatura .

“Por causa do que você fez ao presidente, muitas pessoas não votarão, muitos republicanos votarão de forma negativa, uma vez que eles odeiam o que você fez ao presidente”, ameaça Trump.

PUBLICIDADE O secretário de Estado da Geórgia, a Casa Branca e Mark Meadows não quiseram se pronunciar, mas Trump e Raffensperger protagonizaram uma áspera troca de mensagens no Twitter neste domingo. Ali, o presidente afirmou ter conversado com Raffensperger sobre eventuais irregularidades na votação no condado de Fulton, onde fica Atlanta, e o acusou de “não querer” responder às indagações. O secretário de Estado foi sucinto em sua resposta. “Respeitosamente, presidente Trump: o que você está dizendo não é verdade. A verdade aparecerá.”

Segundo especialistas ouvidos pelo Post, a conversa pode acarretar problemas legais para o presidente. Suas palavras sugerem que ele tentou pressionar as autoridades da Geórgia para que maquiassem os resultados e lhe dessem a vitória. Ao mesmo tempo, enquanto um processo criminal pode parecer distante, as questões morais levantadas pela conversa saltam aos olhos.

Ele já estava quebrando o medidor de emergências”, disse ao Post Edward Foley, professor de Direito da Universidade de Ohio, que chamou a pressão de Trump de “abjeta e inapropriada”. “Estávamos no 12 em uma escala de um a dez, agora estamos em 15.”

O deputado democrata Adam Schiff, presidente da Comissão de Inteligência da Casa, disse que o presidente cometeu “abuso de poder”

— O desprezo de Trump pela democracia fica claro. Gravado. Pressionar uma autoridade eleitoral a “encontrar” votos para que ele vença é potencialmente criminoso, e outro flagrante de abuso de poder de um homem corrupto que, se lhe permitissem, se tornaria um déspota. Não permitiremos.

PUBLICIDADE Contexto global:   ‘Nenhum governo abriga mais figuras entusiasmadas com o tradicionalismo do que o Brasil’, afirma pesquisador que estuda a extrema direita

Briga no Senado A narrativa de que uma conspiração o impediu de continuar por mais quatro anos na Casa Branca tem sido a base do discurso político de Trump antes mesmo dos números da apuração comprovarem a vitória de Joe Biden, no dia 7 de novembro.

Além de seus apoiadores, ele conseguiu que parte dos congressistas republicanos abraçassem a ideia.

Na quarta-feira, quando o Congresso se reúne em sessão conjunta para contar os votos dos delegados aos Colégio Eleitoral e proclamar a vitória de Biden — a última etapa do processo eleitoral antes da posse do democrata no dia 20 de janeiro — 11 senadores do partido, liderados pelo texano Ted Cruz, anunciaram que vão questionar a validade dos resultados em plenário.

A iniciativa é considerada sem chances de sucesso: objeções à proclamação do resultado precisam ser aprovadas separadamente pelas duas Casas do Congresso. A Câmara continuará sob o comando democrata na próxima legislatura, que tomou posse neste domingo, e muitos senadores republicanos reconheceram a vitória de Biden — incluindo o líder da maioria, Mitch McConnell, e o senador pela Carolina do Sul Lindsey Graham. Ambos foram fortes aliados de Trump durante todo o seu mandato.

PUBLICIDADE No entanto, o esforço servirá para constranger Biden e, mais que isso, pôr pressão sobre os republicanos que votarem no Congresso pela confirmação do resultado — na prática, um voto contra Trump. Além disso, ele transformará um ritual político que normalmente passa despercebido em uma sessão conturbada.

Além dos 11, o senador Josh Hawley já havia anunciado que questionaria os resultados.

“Parece ser mais uma manobra política do que um remédio efetivo. Vou escutar atentamente, mas eles têm uma barreira muito alta para superar”, afirmou o senador Lindsey Graham. Neste domingo, quatro senadores republicanos disseram que vão votar pela validação da vitória de Biden.

O cálculo vai além de vencer ou perder. Ao apresentar os questionamentos, os senadores amplificam a narrativa de Trump de que Biden venceu graças a uma fraude, o que provavelmente será repetido ao longo de todo o mandato do democrata e que tem um número crescente de adeptos dentro do Partido Republicano.

Nesta segunda-feira, Trump fará um discurso na Flórida onde promete falar sobre a suposta conspiração ocorrida para dar a vitória aos democratas. Na quarta-feira, enquanto o Congresso estiver reunido, apoiadores do presidente farão uma manifestação em Washington, um evento que já é visto como potencialmente perigoso pelas autoridades locais.

PUBLICIDADE